Buscar

Você sabia que PLR é diferente de RV?




Por se tratar de uma forma de reconhecimento do desempenho dos colaboradores, o PLR muitas vezes é confundido com uma RV (remuneração variável). Pensando nisso, resolvemos esclarecer qual é a diferença entre estas duas formas de recompensa.


Abaixo vamos explicar o que significa cada uma delas, onde, como e quando cada uma se aplica e também como funciona a lei para ambas.


O que é PLR?


Esta sigla representa, basicamente, o termo Participação nos Lucros ou Resultados. Esta também é uma forma de remuneração variável, com algumas características próprias.


O PLR é uma das formas mais utilizadas para motivar e reconhecer o resultado dos colaboradores, e claro demonstrar uma preocupação social, pois compartilhar parte dos lucros com os funcionários que fizeram as coisas acontecerem é muito importante para a própria saúde da empresa.


O que fazer para implementar o PLR na minha empresa?


Muitos se perguntam qual é o processo para a implementação do PLR nas empresas, e o primeiro passo é criar uma comissão de funcionários responsáveis pela negociação, juntamente ao sindicato da categoria em que sua empresa atua.


Feito o acordo com relação aos valores a serem distribuídos, é necessário registrar toda negociação na Convenção Coletiva de Trabalho, desta forma os colaboradores estarão seguros de que será feito o pagamento dos valores correspondentes. Outro ponto importante que você precisará definir será a frequência do pagamento desta gratificação, geralmente o PLR é pago semestralmente ou anualmente.


Toda a empresa tem direito de receber o PLR?


Ao contrário do que muitos pensam, o PLR não necessariamente precisa ser pago para toda a empresa. Como o próprio nome já diz o PLR é uma participação nos lucros ou resultados, e por isso está atrelada ao alcance de metas sejam elas individuais e/ou coletivas. Portanto, a empresa pode sim não pagar o PLR a um colaborador ou a um determinado setor da empresa que não atingiu as metas pré estabelecidas.


Por isso, lembre-se que é essencial que a empresa tenha um excelente sistema de avaliação de desempenho para que desta forma o pagamento do PLR seja feito de forma justa e adequada. Algumas empresas por não possuir um sistema de avaliação de desempenho adequado acabam optando por distribuir os valores para todos os funcionários, sem exceções.


Lembre-se isto pode soar um pouco ruim, pois a intenção de implantar o sistema de PLR na empresa é para reconhecer e engajar os funcionários a cumprirem suas metas e consequentemente entregar bons resultados, quando se distribui os valores para todos, alguns funcionários da sua empresa acabam “pegando carona” no esforço do outro, e aquele que esteve empenhado em atingir as metas pode acabar se desmotivando.


Agora que entendemos as principais informações a respeito do PLR vamos falar de modo geral sobre a Remuneração variável, mais conhecida como RV.


Afinal, o que é RV (Remuneração Variável)?


Bom, agora que sabemos que o PLR é também um tipo de remuneração variável ficará mais fácil para você entender o que é e como funciona a remuneração variável de modo geral.


A remuneração variável nada mais é do que um tipo de bônus, pelo resultado do trabalho, diferente do PLR você pode determinar como, quanto e quando pagar esta remuneração variável.


Como implementar a remuneração variável na minha empresa?


Para implementar o sistema de remuneração variável na sua empresa você antes precisa definir alguns pontos importantes que são:


1- Identificação das áreas envolvidas e quais são suas atividades: Primeiramente defina quais serão as áreas que vão receber a remuneração variável, em seguida busque entender quais são as atividades realizadas, desta forma você conseguirá também identificar quais delas são essenciais para o crescimento da empresa e resultados.


Conte com a participação dos gestores das áreas, pois eles por estarem na linha de frente de todo o processo saberão te falar quais atividades afetam diretamente no resultado e que merecem atenção e esforço da equipe.


2- Defina quais são os indicadores: Determinar quais serão os indicadores é muito importante para controlar o desempenho dos colaboradores. Existem diversos indicadores e formas para de avaliação que podem ser utilizados. Existem os que são atrelados às metas e indicam o alinhamento feito em relação aos objetivos, indicadores financeiros, de desempenho e performance da equipe.


3- Defina a política e a regra de remuneração: É importante a definição da política e quais serão as regras para que o sistema de remuneração variável funcione corretamente na sua empresa, por isso determine qual será o valor da bonificação, estabeleça o prêmio com base no percentual do salário e também o período em que os colaboradores serão remunerados, geralmente as empresas optam por ciclos mensais, desta forma acompanham os fechamentos das empresas.


As metas e regras devem ser claras e objetivas para o entendimento de todos os funcionários Outro ponto importante é que ao definir as metas é preciso pensar em algo alcançável e ao mesmo tempo desafiador.

4 - Acompanhe os resultados e todos os indicadores: É importante fazer o acompanhamento e revisão dos processos, análise os resultados através dos indicadores e verifique ao longo de todo o período como está o andamento das metas, ter uma visão prévia de quais serão os resultados, poderá te ajudar a ter um plano de ação.

Agora que esclarecemos os principais pontos com relação a PLR e a Remuneração variável (RV) você pode definir qual dos dois será mais eficiente na sua empresa.

Lembre-se que para ambos é extremamente essencial que o sistema funcione, por isso sempre acompanhe todos os resultados, metas e indicadores da sua empresa e equipes envolvidas.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

ACHIEVEMORE BRASIL.

EXCELÊNCIA EM RESULTADOS

© 2014 | All Rights Reserved.