Heinz adota metas individuais

Heinz adota metas individuais

Heinz adota metas individuais

Heinz adota metas individuais Desde que pagaram 23 bilhões de dólares para comprar a fabricante de alimentos americana Heinz junto com Warren Buffett, os executivos do fundo brasileiro 3G — criado por Jorge Paulo Lemann — se mantiveram em silêncio. No fim de novembro (2013), o carioca Bernardo Hees, presidente da Heinz, deu as primeiras pistas de seu plano num evento fechado a clientes da consultoria Falconi.

Desde sua chegada, a Heinz trocou 11 dos 12 principais executivos e demitiu 1.300 funcionários. Até a impressão de papéis foi limitada a 200 páginas por mês para cada funcionário. Tudo para pagar os 12 bilhões de dólares de dívidas que financiaram a aquisição.

Mas Hees garante que vai deixar intactas as áreas de vendas e marketing. “Não entendo o suficiente desses setores”, disse Hees, que contratou a Falconi para elaborar um plano de melhoria de suas 72 fábricas.

Nos últimos meses, 1.300 funcionários da Heinz passaram a ter metas individuais. “Antes, todo mundo ganhava bônus, mesmo sem boa performance”, afirmou Hees. Esses tempos ficaram para trás. Heinz adota metas individuais

Fonte: post originalmente publicado por Lucas Amorim em A moleza acabou na Heinz

Share on linkedin
Share on google
Share on facebook
Share on twitter

Outros artigos que podem te interessar

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios?

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios?

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios? Ter um analista de remuneração e benefícios dentro da empresa se tornou essencial para a saúde delas, pois são eles que analisam os indicadores, a performance e o quanto e o porquê determinado valor está sendo pago a algum colaborador. Com isso,  ajudam a

Como definir os modelos de remuneração variável dentro das empresas?

Há algum tempo atrás os salários fixos eram o ponto de maior atenção e o principal motivador para os profissionais, porém, com o passar do tempo esta preferência acabou diminuindo e os modelos de remuneração variável acabaram ganhando um espaço maior dentro das empresas.  Esta modalidade de remuneração se tornou um recurso importante para a

A remuneração variável e o direito do trabalho.

A remuneração variável e o direito do trabalho.

Muitas empresas já aderiram e muitas outras estão aderindo e implementando um  sistema de remuneração variável, mas nem todas as empresas estão cientes da relação da remuneração variável e o direito do trabalho.  Por isso neste artigo selecionamos para você os principais pontos da legislação trabalhista quando se trata de remuneração variável.  No passado, a

Gostou? Inscreva-se para receber mais conteúdos como esses gratuitamente