Empresas adotam a meritocracia. Mas afinal, o que isto significa?

Empresas adotam a meritocracia. Mas afinal, o que isto significa?

Empresas adotam a meritocracia. Mas afinal, o que isto significa? A ciência de fazer por merecer! A recompensa e o reconhecimento de esforços realizados para atingir as metas e objetivos.

A palavra meritocracia soa como ‘grego’ para você? Mas, pode ser definida como forma de atuação baseada no mérito, na qual as posições hierárquicas e outras bonificações são conquistadas pelos colaboradores que atingem os resultados esperados e apresentam no dia a dia de trabalho as competências desejadas. Em um linguajar mais comum, você vai ganhar mais e ser merecedor de promoções, se trabalhar com vontade e responsabilidade para isso.

Atualmente, muitas empresas estão aplicando critérios meritocráticos na gestão. Dessa maneira as empresas entendem que valorizam e ficam com os colaboradores que realmente estão dispostos a ‘vestir a camisa da empresa’ e fazer a diferença. Colaboradores comprometidos com o crescimento da empresa como um todo, e não somente com o próprio salário.

Esse modelo de gestão já é praticado no Brasil há cerca de 10 anos, sendo trazido pelas multinacionais, e seguido pelas outras empresas que perceberam os benefícios na prática. É importante ressaltar que a meritocracia trabalha com o estabelecimento de metas, que devem ser ‘batidas’ para que o colaborador ganhe mais. Mas essas metas precisam ficar muito claras e entendidas por todos na empresa, para que os funcionários não se encarem como concorrentes diretos e sim criem um pensamento de ‘trabalho em equipe’, sabendo que se todo mundo fizer a sua parte, todo mundo vai ganhar mais, a empresa vai crescer cada vez mais e as oportunidades de ascensão profissional vão aparecer e quem estiver preparado e apto para a função vai ocupar outros cargos.

Outro ponto importante a ser levantado na gestão da meritocracia é a prática do ‘feedback’, ou seja, o funcionário sabe qual a meta que deve ser atingida, mas precisa saber de seus líderes se o seu desempenho está sendo satisfatório ou não. Isso se chama reconhecimento e valorização profissional. Todo mundo precisa saber se está agradando, se está fazendo certo. Dessa forma, cria-se um canal direto de diálogo, aumenta-se a confiança e por consequência vem a vontade de trabalhar melhor e fazer a empresa crescer cada vez mais. Empresas adotam a meritocracia. Mas afinal, o que isto significa?

Fonte: artigo originalmente publicado por Ana Martinez em Empresas adotam a meritocracia. Mas afinal, o que isso significa?

Share on linkedin
Share on google
Share on facebook
Share on twitter

Outros artigos que podem te interessar

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios?

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios?

Você sabe o que faz um analista de remuneração e benefícios? Ter um analista de remuneração e benefícios dentro da empresa se tornou essencial para a saúde delas, pois são eles que analisam os indicadores, a performance e o quanto e o porquê determinado valor está sendo pago a algum colaborador. Com isso,  ajudam a

Como definir os modelos de remuneração variável dentro das empresas?

Há algum tempo atrás os salários fixos eram o ponto de maior atenção e o principal motivador para os profissionais, porém, com o passar do tempo esta preferência acabou diminuindo e os modelos de remuneração variável acabaram ganhando um espaço maior dentro das empresas.  Esta modalidade de remuneração se tornou um recurso importante para a

A remuneração variável e o direito do trabalho.

A remuneração variável e o direito do trabalho.

Muitas empresas já aderiram e muitas outras estão aderindo e implementando um  sistema de remuneração variável, mas nem todas as empresas estão cientes da relação da remuneração variável e o direito do trabalho.  Por isso neste artigo selecionamos para você os principais pontos da legislação trabalhista quando se trata de remuneração variável.  No passado, a

Gostou? Inscreva-se para receber mais conteúdos como esses gratuitamente